quinta-feira, 6 de janeiro de 2011

Como a corça suspira pelas águas. (Salmo 42)

Muito provavelmente a maior parte destes Salmos (Esses que estão registramos como sendo dos filhos de Coré) foi escrita por Davi, um homem segundo o coração de Deus, um homem que havia passado por tantas experiências, seja nos topos das montanhas, seja em vales profundos; um homem que passara pelo vale da sombra da morte e que esteve na rocha, na torre, no lugar alto. Dessas diversas experiências com Deus, ele derramou seu coração em salmos para cantar a Deus. Provavelmente Davi escreveu os salmos, deu-os ao mestre de canto para serem colocados em música, e os filhos de Coré os cantavam na casa de Deus. O Salmo 42 é o primeiro destes salmos dos filhos de Coré. Ele é um salmo didático. Este salmo deve nos ensinar e nos instruir nas coisas de Deus. Ele possui um valor permanente e eterno e é algo que devemos aprender de coração.

A maioria dos comentaristas crêem que as circunstânias em que esse salmo foi escrito, foi quando o filho de Davi, Absalão, se rebelou contra ele usurpando o seu trono. Este acontecimento está registrado em II Samuel 15. Davi teve que sair as pressas de Jerusalém. E longe de sua cidade, do seu reino, na profunda tristeza do seu coração ele, provavelmente, escreveu esse salmo.

É interessante notarmos que o que Davi sentia mais falta não era das regalias que um Rei possuía, não era de suas riquezas, ou de qualquer outra coisa. Ele sentia falta de Deus. Como suspira a corça pelas correntes das águas, assim, por ti, ó Deus, suspira a minha alma. A minha alma tem sede de Deus, do Deus vivo; quando irei e me verei perante a face de Deus? As minhas lágrimas têm sido o meu alimento dia e noite, enquanto me dizem continuamente: O teu Deus, onde está? Lembro-me destas coisas-e dentro de mim se me derrama a alma-,de como passava eu com a multidão de povo e os guiava em procissão à Casa de Deus, entre gritos de alegria e louvor, multidão em festa. Salmo 42:1-4

Davi queria voltar a Jerusalém, principalmente, porque ali era o lugar de culto, de sacrifícios, de comunhão com Deus. Era ali que seu povo se reunia para adorar e louvar a Deus. Ele ansiava retornar desesperadamente, a sua alma chorava por esse momento. Davi desejava muitíssimo a Deus. E na angustia de sua alma ele tentava consolá-la:
Por que estás abatida, ó minha alma? Por que te perturbas dentro de mim? Espera em Deus, pois ainda o louvarei, a ele, meu auxílio e Deus meu. Sinto abatida dentro de mim a minha alma; lembro-me, portanto, de ti, nas terras do Jordão, e no monte Hermom, e no outeiro de Mizar. Um abismo chama outro abismo, ao fragor das tuas catadupas; todas as tuas ondas e vagas passaram sobre mim.Contudo, o SENHOR, durante o dia, me concede a sua misericórdia, e à noite comigo está o seu cântico, uma oração ao Deus da minha vida. Digo a Deus, minha rocha: por que te olvidaste de mim? Por que hei de andar eu lamentando sob a opressão dos meus inimigos? Esmigalham-se-me os ossos, quando os meus adversários me insultam, dizendo e dizendo: O teu Deus, onde está? Por que estás abatida, ó minha alma? Por que te perturbas dentro de mim? Espera em Deus, pois ainda o louvarei, a ele, meu auxílio e Deus meu. SL. 42:5-11

O que consolava Davi não era a possibilidade de voltar a reinar, não era o seu trono, suas riquezas, mas, a possibilidade de voltar a louvar ao seu Deus. A possibilidade de voltar a estar na presença do seu Deus.

Queridos, quanto desejamos a Deus? Quanto desejamos a sua palavra? Quanto desejamos está em sua presença em oração, humilhação, adoração...?
Tenho desejado tantas coisas... riquezas, glórias humanas... perdoa-me Senhor!
O nosso problema não é a falta de tempo... que de fato está escasso. Temos que trabalhar, estudar, cuidar da família... O nosso problema é a falta de desejo por Deus. NÃO ANSIAMOS MAIS POR SUA PRESENÇA, COMO A CORSA SUSPIRA PELAS ÁGUAS.

"Senhor, quero chorar por tua presença, quero sentir tua falta e ansiar por ti, Todas as vezes que as circunstâncias me impeçam de está de forma mais profunda em tua presença. Me ajuda a desejar-te! Ajuda-nos, nós tua igreja, a desejar-te.


No amor de Cristo,
Marcos Paulo Correia.

5 comentários:

  1. Ouvi uma pregação hoje, onde o pastor, que pregava sobre este salmo, dizia que um dos filhos de Corá estando numa triste situação, compunha. E disse que ele estava triste por estar colhendo os frutos da rebelião que é registrada na bíblia em Números 16; mas vejo que os salmos 42 e tbm o 43 foram compostos por Davi, quando fugia de Absalão seu filho e, posteriormente, dados aos filhos de Corá para serem como canções.

    ResponderExcluir
  2. Igualmente edificado pelo Senhor através desta palavra. Ajudou-me muito na elaboração de uma mensagem sobre "o choro". Deus abençoe os irmãos estarei nesse momento orando por vocês.

    ResponderExcluir

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...